Técnico Autor de Projetos de Segurança Contra Incêndios e Medidas de Autoproteção em edifícios de 2ª, 3ª e 4ª categoria de risco.

Enquadramento

 A formação destina-se a formandos que pretendem adquirir competências para desenvolver projetos de especialidade de SCIE e medidas de autoproteção de 2.ª, 3.ª e 4.ª categoria de risco;

Objetivos Gerais

Conferir aos projetistas as competências necessárias para elaborar projetos de segurança contra incêndio e medidas de autoproteção.

Objetivos Específicos

Destinatários

Conteúdo Programático

Regime Jurídico de SCIE (4 horas)
1.1. Disposições Gerais;
1.2. Caraterização dos edifícios e recintos;
1.3. Locais de risco e sua classificação;
1.4. Condições de SCIE;
1.5. Processo contraordenacional;
1.6. Disposições finais e transitórias;
1.7. Portaria n.º 773/2009.

Análise da ignição e desenvolvimento de incêndio em edifícios (10 horas)
2.1. Ponto de ignição do combustível;
2.2. Ponto de inflamação do combustível;
2.3. Mistura inflamável;
2.4. Poder calorífico inferior e superior do combustível;
2.5. Carga de incêndio de um compartimento de fogo;
2.6. Densidade de carga de incêndio de um compartimento de fogo;
2.7. Química do fogo;
2.8. Processos físicos de transmissão de energia calorífica: radiação, convexão e condução;
2.9. Processos físicos e químicos de extinção de incêndio: arrefecimento, impedimento de alimentação do comburente e ação sobre a combustão;
2.10.Noção geral de agente extintor;

Representação gráfica do desenvolvimento do incêndio e expressões matemáticas das curvas de incêndio nominais (3 horas)
3.1. Interpretação gráfica da evolução da temperatura e potência do incêndio em função do tempo;
3.2. Curva de incêndio Natural;
3.3. Curva de incêndio Padrão (nominal);
3.4. Curva de incêndio de hidrocarbonetos (nominal);
3.5. Curva de incêndio para elementos exteriores (nominal);
3.6. Curva de incêndio; paramétrica (conceito de resistência ao fogo equivalente e relação com a parametrização);
3.7. Curva de incêndio quadráticas (t2) referidas nos Eurocódigos e respetivas taxas de crescimento;
3.8. Curvas de incêndio tipo de veículos automóveis.

Origem e propagação de incêndio (3 horas)
4.1. Aspetos gerais;
4.2. Conceitos básicos de termodinâmica em situação de incêndio;
4.3. A importância do combustível e da ventilação;
4.4. O desenvolvimento do incêndio;
4.5. A inflamação generalizada (FLASH OVER);
4.6. Explosão de fumo (BACK DRAFT).

Formação de atmosferas explosivas (4 horas)
5.1. Enquadramento normativo das atmosferas explosivas;
5.2. Combustíveis sólidos, líquidos e gasosos;
5.3. Líquidos inflamáveis e não inflamáveis;
5.4. Atmosferas explosivas (misturas explosivas); gasosas e de poeiras;
5.5. Limites de explosividade;
5.6. Medidas de mitigação do risco de atmosferas explosivas.

Caracterização do risco de incêndio das utilizações tipo (3 horas)
6.1. Fatores de risco das utilizações-tipo e modo de atribuição da categoria de risco, em função dos mesmos;
6.2. Conceitos relacionados com a  combustão, com o poder calorífico dos materiais e com a carga de incêndio;
6.3. Utilização do poder calorífico inferior na determinação da carga e densidade de carga de incêndio;
6.4. Despacho n.º 2074/2009, de 15 de janeiro, na sua redação atual.

Regulamento técnico SCIE – Condições exteriores comuns (3 horas)
7.1 Condições gerais de acessibilidade;
7.2 Vias de acesso;
7.3 Acessibilidade às fachadas;
7.4 Limitações à propagação do incêndio pelo exterior;
7.5 Abastecimento e prontidão dos meios de socorro.

Regulamento técnico SCIE- Condições gerais de comportamento ao fogo, isolamento e proteção (12 horas)
8.1. Comportamento ao fogo dos materiais- reação ao fogo, significado dos ensaios e da classificação estabelecido, nomenclatura;
8.2. Comportamento ao fogo dos elementos da construção – Resistência ao fogo de elementos com função de
compartimentação e de elementos com função de suporte (estrutural), nomenclatura; métodos simplificados de verificação ao fogo de elementos estruturais, expressão geral de transmissão térmica aos elementos estruturais, Eurocódigos, ação do fogo, métodos de cálculo de estruturas
de betão armado, de madeira e metálicas, coeficiente de massividade e influência na resistência ao fogo, temperatura crítica,
resistência ao fogo padrão;
8.3. Função da compartimentação geral de fogo;
8.4. Isolamento e proteção de locais de risco, vias de evacuação e canalizações e condutas;
8.5. Proteção de vãos interiores;
8.6. Condições específicas das utilizações-tipo
8.7. Aplicação a casos práticos

Regulamento técnico SCIE- Condições gerais de evacuação (6 horas)
9.1. Conceitos base da evacuação;
9.2. Cálculo do efetivo;
9.3. Métodos de cálculo de tempos de evacuação e sua aplicação;
9.4. Evacuação dos locais;
9.5. Cálculo do número e largura das saídas, sua distribuição e localização e distâncias a percorrer;
9.6. Vias horizontais e verticais de evacuação;
9.7. Zonas de refúgio;
9.8. Condições específicas das utilizações-tipo.

Regulamento técnico SCIE- Condições gerais das instalações técnicas (4 horas)
10.1. Instalações de energia elétrica;
10.2. Instalação de energia de emergência;
10.3. Cortes gerais e parciais de energia;
10.4. Instalações de aquecimento;
10.5. Instalações de confecção e de conservação de alimentos;
10.6. Evacuação de efluentes de combustão;
10.7. Ventilação e condicionamento de ar;
10.8. Ascensores;
10.9. Líquidos e gases combustíveis.

Regulamento técnico SCIE- Condições gerais dos equipamentos e sistemas de segurança (5 horas)
11.1. Sinalização e iluminação de emergência (maior desenvolvimento das noções gerais);
11.2. Deteção, alarme e alerta (maior desenvolvimento das noções gerais);
11.3. Matriz de comandos;
11.4. Deteção de CO e gás combustível (maior desenvolvimento das noções gerais);
11.5. Aplicação e casos práticos.

Regulamento técnico SCIE- Controlo de fumo (10 horas)
12.1. Mecanismos de movimento do fumo (convecção natural, vento, ventilação natural) e seu controlo, maior desenvolvimento das noções gerais, abordagem das simulações CFD e dos sistemas de controlo de fumos com ventiladores de impulso;
12.2. Exigências de estabelecimento de instalações de controlo de fumo;
12.3. Escoamento do fumo;
12.4. Controlo de fumo nos locais sinistrados;
12.5. Controlo de fumo nas vias verticais e horizontais de evacuação;
12.6. Controlo de fumo nos pátios interiores;
12.7. Matriz de comandos;
12.8. Condições específicas das utilizações-tipo;
12.9. Aplicação a casos práticos.

Regulamento técnico SCIE- Meios de intervenção (10 horas)
13.1. Fenomenologia da extinção de incêndio;
13.2. Dimensionamento de meios de extinção– Nocões gerais de hidráulica: caudal e relação com a velocidade e a
secção da tubagem do escoamento, perdas de carga por gravidade e por atrito nas tubagens, contínuas e localizadas, pressão dinâmica, pressão estática,  coeficientes de descarga K dos  equipamentos hidráulicos de extinção de incêndio, expressão geral de obtenção do caudal em função da pressão dinâmica aplicada ao equipamento, NP EN 671-1 e 671-2;
13.3. Meios de primeira e segunda intervenção;
13.4. Pré-dimensionamento da reserva de água de incêndios e respetivo grupo hidropressor;
13.5. Constituição e funcionamento de uma central de bombagem e respetivo reservatório;
13.6. Aplicação a casos práticos.

Regulamento técnico SCIE- Sistemas fixos de extinção automática de incêndios (2H)
14.1. Funcionamento e dimensionamento de sistemas fixos de extinção automática de incêndios por água e por agente extintor diferente da água– conceito geral de redes de sprinklers de extinção e de contenção; características principais dos sprinklers (coeficiente de descarga e temperatura de funcionamento), tipos de sprinklers, área de operação, densidade de descarga, autonomia, NP EN 12845, NT 15 da ANEPC, referência a outros referenciais técnicos de sistemas de extinção automática por água. Abordagem existência de outros sistemas de extinção automática por água (exemplo: água nebulizada);
14.2. Sistemas de extinção de incêndios por agente extintor diferente de água;
14.3. Drenagem da água residual de incêndios;
14.4. Aplicação a casos práticos.

Regulamento técnico SCIE- Condições gerais de autoproteção (12 horas)
15.1. Organização da segurança;
15.2. Instruções de segurança;
15.3. Registos de segurança;
15.4. Procedimentos de prevenção;
15.5. Procedimentos de emergência;
15.6. Plano de prevenção;
15.7. Plano de emergência;
15.8. Formação em SCIE;
15.9. Organização e realização de simulacros;
15.10. Programas de manutenção de equipamentos e sistemas de SCIE;
15.11. Condições específicas das utilizações-tipo;
15.12. Aplicação a casos práticos.

Regulamento técnico SCIE- Condições de segurança contra incêndio em recintos itinerantes ou provisórios (4 h)
16.1 Condições de instalação;
16.2 Condições de exploração dos recintos.

Métodos de análise de risco (8H)
17.1. Conceito de risco, probabilidade e severidade;
17.2. Gretener;
17.3. ARICA;
17.4. Outros métodos reconhecidos pela ANEPC.

Instrução de pedidos de parecer de projeto e medidas de autoproteção (3 horas)
18.1 Organização da memória descritiva;
18.2 Peças desenhadas;
18.3 Simbologia gráfica para projetos.

Avaliação (14 horas)

Duração

126 horas
123 horas Online
3 horas Presencial

Modalidade

e-Learning
Aulas Teóricas - à distância – sessões síncronas via ZOOM
Exame Final – presencial

Pré-Requisitos

Possuir a escolaridade mínima obrigatória (12º ano)

Formato

Téorico-prático

Formação Certificada

A formação é certificada pela DGERT

Quer inscrever-se?

Preencha o formulário abaixo para receber todas as informações sobre o curso:

Critérios e Metodologias de Avaliação

A avaliação consistirá no desenvolvimento das seguintes 3 etapas:

– teste individual;
– projeto de segurança contra incêndio;
– medidas de autoproteção.

O aproveitamento na ação de formação pressupõe a frequência de 90% da carga horária e aproveitamento na avaliação final.

Espaços e Equipamentos

A formação virtual é ministrada através da plataforma de videoconferência.


A SEGELTEC possui sala destinada à realização de formações presenciais e disponibiliza os materiais necessários
para a avaliação.
Caso solicitado, a formação será realizada nas instalações da empresa requerente, que deverá disponibilizar um espaço adequado para o desenvolvimento da ação de formação.

Recursos Pedagógicos

Metodologias de Formação